O início da colonização de Muniz Freire data de 1846 e teve como primeiros desbravadores o Capitão Machado Santiago Louzada, um veterano da Guerra dos Farrapos, e Domingos Apolinário, um aventureiro que " gostava e lutar com feras" e que possuía terras nas áreas vizinhas, a atual Serra do Apolinário.

A fertilidade do solo para o cultivo de café e cereais, além das condições climáticas, foram as causas do movimento migratório que anos mais tarde, propiciou à região um desenvolvimento de vulto.

O município foi criado em 11 de novembro de 1890, pelo Decreto nº 53, desmembrado de Cachoeiro de Itapemirim, sob adenominação de Espírito Santo do Rio Pardo, ocorrendo a sua instalação em 01 de março de 1891.

A Lei nº 213 de 30 de novembro de 1896 eleva sua sede à categoria de cidade e altera-lhe o topônimo para Muniz Freire, uma homenagem prestada ao republicano Moniz Freire, várias vezes Presidente da Assembleia Legislativa, Senador e Governador do Estado do Espírito Santo.

Através da divisão territorial-administrativa de 1933, o município ficou composto de quatro distritos: Muniz Freire, Itaipava, Conceição do Norte e Vieira Machado. No ano de 1948, ficaram estabelecidos em Decreto-Lei como distritos de Muniz Freire: Itaici (ex-Itaipava), Vieira Machado e Piaçu (ex-Conceição do Norte). Atualmente, existem além desses, o distrito de Menino Jesus e o Distrito de São Pedro, este último criado apenas pela Lei Municipal nº 1.077/89 de 25.05.1989, faltando ainda a demarcação geográfica com seus respectivos limites.

O município viveu praticamente isolado do resto do Estado devido às condições geográficas e pelas escassas vias de acesso. A construção da estrada de rodagem ES-379, ligando Muniz Freire a Castelo, só foi viabilizada após a década de 1920.

A Sede do município foi área doada por Domingos Apolinário para o primeiro povoado da região, que surgiu por estar no centro das rotas das tropas que transportavam a produção local.

Muniz Freire foi colonizada por imigrantes italianos, vindos para substituir o trabalho escravo nas lavouras de café. O maior impulso econômico experimentado no município deveu-se à inauguração da BR-262, ligando Vitória a Belo Horizonte.

Topônimo

Muniz-freirense - relativo a Muniz Freire - nome dado em homenagem ao Dr. José de Carvalho Mello Moniz Freire, governador do Espírito Santo nos períodos de 1892/1896 e 1900/1904.

Tal homenagem se deve ao seu grande desempenho, como governador, junto aos colonos europeus, principalmente italianos, criando mecanismos que favorecessem a migração para o Espírito Santo. Como houve um grande fluxo de migrantes italianos para o nosso Município, foi uma homenagem certa no lugar certo. Note-se: muniz-freirense, com hífen, a exemplo de espírito-santense, rio-grandense, são-paulino...

Vale lembrar que em 1894 fora criado pelo governo do Estado, portanto, em caráter oficial, o núcleo colonial Moniz Freire, 27 Km acima de Linhares, cuja sede era o lugar Malaquias, ma margem Santa Maria do Rio Doce, com predominância italiana. Este núcleo, cujo nome fora a primeira homenagem ao governador, foi palco de trágicas ocorrências em 1895, sendo a causa da proibição da imigração para o Estado (ato de Prinetti, governo italiano). Com a extinção deste núcleo, resolveu-se transferir a homenagem ao governador, dando-lhe o nome de nossa cidade, no ano seguinte ao do fracasso do núcleo colonial do norte do Estado.

Cognome

O cognome Muniz Freire - Cidade Amizade foi oficializado pela Câmara Municipal de Muniz Freire com o Decreto n7 27/1989 de 10.10.1989, através do projeto de lei 17/89 do Executivo Municipal. Trata-se de um nome de fantasia, dedicado ao povo muniz-freirense pela sua hospitalidade.

Nomes primitivos

A Sede do Município teve os seguintes nomes: arraial ou patrimônio do Divino Espírito Santo, depois chamou-se Vila do Espírito Santo do Rio Pardo, e finalmente Muniz Freire a partir de 26/11/96, quando foi elevada a cidade.

Enquanto nossa cidade passou a chamar-se Muniz Freire na data acima referida, nosso Município continuou com o nome de Espírito Santo do Rio Pardo até 23/05/21, quando passou também a chamar-se Muniz Freire.

Moniz Freire ou Muniz Freire? Foi encontrado documentos da época da criação do Município com as duas grafias. Predominou posteriormente a última - Muniz Freire, como também não vemos sentido em Serra de San Christóvam, cidade de Victória, Serra do Alambary...

                                                                                      Fonte - A História de Muniz Freire - Dr. Carlos 

doc icone

geobras